Publicidade ou assessoria de imprensa: onde investir?


O que todo empresário quer, independentemente do serviço ou produto que vende, é ter sua marca conhecida e fazer sucesso com seu público. 


Por isso, muitos ficam em dúvida na hora de definir um plano de comunicação para sua empresa e têm dificuldade para resolver a questão: publicidade ou assessoria de imprensa? 


Embora sejam ações muito distintas, ambas se prestam, cada uma a sua maneira, a divulgar a empresa. Saber identificar o que cada uma pode fazer por sua marca é o primeiro passo para fazer uma escolha que se adeque a sua necessidade, o que pode significar optar pelas duas ações, já que ambas são complementares.


Enquanto na publicidade se tem total garantia do conteúdo publicado - nenhuma palavra ou imagem é alterada do anúncio - as informações fornecidas pela assessoria de imprensa para os veículos de comunicação, como uma entrevista, ou mesmo um release,  passam por uma análise dos jornalistas que irão utilizar aquele conteúdo para compor um material diferente do original.


Mas calma, isso não quer dizer que os jornalistas vão distorcer as informações, ou publicar dados incorretos (pelo menos não os bons profissionais, o  que felizmente representa a maioria da imprensa). Por outro lado, o que pode acontecer- e é bastante comum -  é o porta-voz da empresa dar uma entrevista de 10 minutos e apenas parte dessa entrevista ser aproveitada. Idem um release ou arquivo com imagens. Muitas vezes o jornalista aproveita apenas algumas informações ou uma imagem.


Então qual a vantagem da assessoria de imprensa, já que não se pode ter um controle absoluto do que será publicado? Melhor investir todos os recursos em propaganda e garantir que tudo saia como o planejado. Correto? Não exatamente. Todos somos consumidores e buscamos diferentes formas de nos informarmos sobre um produto ou serviço. Assim, sabemos que nem sempre podemos acreditar em tudo que diz um anúncio, justamente porque não há nenhum filtro. O anúncio é uma referência para sabermos o que a empresa faz, conhecer seu posicionamento, as mensagens que ela quer passar, mas isso não é suficiente, é preciso mais referências. 


O trabalho da assessoria de imprensa  pode contribuir para ampliar essas referências, especialmente no que diz respeito a aspectos como confiança e prestígio. Isso porque sabemos, ao ler uma matéria, ou assistir a uma reportagem na TV, que aquelas informações passaram pelo crivo dos jornalistas; isso indica para o público que elas foram avalizadas, portanto transmitem mais credibilidade. 


Além disso, vale destacar que atualmente o relacionamento com a imprensa é apenas um dos focos das agências de comunicação ou de relações públicas. Hoje, uma estratégia de comunicação deve contemplar outros públicos, como consumidores, colaboradores, fornecedores e influenciadores. Assim, o relacionamento com todos esses públicos também deve contribuir para o aumento do prestígio da empresa, para que ela tenha seus valores reconhecidos por todos com os quais se relaciona. 


Então, diante das duas possibilidades, o ideal é ficar com as duas, ou se tiver que escolher entre publicidade e assessoria,  que essa escolha seja baseada numa análise do cenário: quais são as mensagens, qual o público alvo, como se quer atingir esse público, qual o prazo de validade daquela informação etc. 


Ainda em dúvida? Converse com um profissional e ele poderá, com base na sua estratégia, orientá-lo da melhor forma e garantir que seu dinheiro seja bem gasto e dê o resultado esperado.